Especialidades

Dermatites e alergias

Dermatites e alergias são problemas que podem estar relacionados à exposição da pele a agentes externos.

No caso da dermatite atópica, os principais sintomas são pele seca, avermelhada e ressecada, além de crostas e erupções que geram coceira e podem criar feridas. Seus gatilhos são: 

Alergia a pólen;

Mofo;

Ácaros;

Animais;

Materiais ásperos;

Fragrâncias;

Corantes;

Sabonetes;

Produtos de limpeza;

Roupas de lã;

Tecidos sintéticos;

Baixa umidade;

Calor;

Frio;

Estresse;

Alimentos, principalmente industrializados.

Da mesma forma, essa doença crônica pode estar ligada a outras doenças, como asma, bronquite e rinite alérgica.

O tratamento para dermatite atópica busca o controle da coceira, diminuição da inflamação da pele e prevenção de outras crises, podendo incluir medicamentos tópicos e orais, além de hidratantes. 

Já a dermatite de contato é uma reação inflamatória na pele decorrente da exposição a um agente capaz de provocar irritação (no primeiro uso) ou alergia (após diversas exposições produto ou substância). Alguns desses agentes irritativos ou alérgenos são:

  • Plantas;
  • Metais (bijuterias, relógios);
  • Medicamentos tópicos (antibióticos, anestésicos, antifúngicos);
  • Cosméticos (perfumes, xampus, condicionadores, hidratantes, esmaltes de unhas);
  • Roupas e tecidos sintéticos;
  • Detergentes e solventes;
  • Adesivos;
  • Cimento, óleos, graxas e tinta de parede.

Os sintomas mais comuns na dermatite de contato alérgica são lesões avermelhadas, inchaço, pequenas bolhas, calor local e crostas espessas. Na dermatite de contato irritante, podem ocorrer coceira, sensação de dor, queimação, pele seca, vermelha e áspera e formação de fissuras.

O tratamento pode ser por medicamentos tópicos, orais ou injetáveis. A escolha dependerá da extensão e gravidade do quadro. A hidratação também é fundamental para reparo e proteção da pele.

Outra forma de irritação cutânea é a urticária, que se manifesta por lesões avermelhadas e inchadas (vergões) na pele, provocando coceira. O quadro pode surgir em qualquer área do corpo. 

A urticária pode ser classificada em aguda (quando os sinais duram menos de seis semanas) e crônica (em um período superior a esse). 

Entre os fatores que induzem a doença estão drogas, alimentos, infecções e estímulos físicos, como calor, frio, sol, água e pressão na pele. Porém, o problema também pode aparecer sem causa aparente (urticária idiopática)

A urticária pode desaparecer sem tratamento, mas os medicamentos anti-histamínicos ajudam a aliviar os sintomas.

Diante de qualquer alteração na pele, é importante buscar atendimento médico, para evitar complicações.

Nova Pelle
Entre em contato conosco